Notícias

Caso de bebê que nasceu sem rosto causa polêmica em Portugal

O caso de um bebê que nasceu sem olhos, nariz e parte do crânio, na cidade de Setúbal, em Portugal, criou uma enorme polêmica no país. Isso porque, o obstetra que supostamente acompanhou a gestação não teria detectado malformações graves no bebê.

De acordo com informações do ‘Correio da Manhã’, os pais do bebê fizeram três ecografias com o médico e não foram informados de qualquer malformação. Somente em um exame feito em outra clínica, uma ecografia 5D, que os pais foram avisados para a possibilidade de haver malformações. Questionaram o médico que os seguia e o profissional teria garantido que estava tudo bem com bebê, afirmou um familiar.

As complicações só foram detectadas depois do parto e os pais apresentaram queixa ao Ministério Publico português contra o médico. Ainda segundo o ‘Correio da Manhã’, o Hospital de São Bernardo abriu um inquérito para averiguar este caso.

 O bebê, chamado Rodrigo, completa hoje 10 dias, apesar de o prognóstico inicial lhe dar apenas algumas horas de vida.
O médico envolvido no caso, Artur Carvalho, trabalha no Hospital São Bernardo, em Setúbal, e em uma clínica privada que fica junto à unidade hospitalar.

Segundo o Correio da Manhã, o Ministério Público já tinha investigado o médico, em um processo semelhante de malformações, de 2011, mas o caso que acabou arquivado. A Ordem do Médicos de Portugal informou que o médico tem quatro processos em instrução no conselho disciplinar sul da Ordem. (Notícias ao Minuto)

 

DESTAQUE

CONTADOR DE ACESSOS

contador gratuito de visitas

Rádio Santa Cruz FM 87,9

PUBLICIDADE