Notícias

Estudo aponta que uma única maçã pode conter até 100 milhões de bactérias

Desde a sua quantidade farta de fibras até o sabor doce, a maçã, além de ser deliciosa, traz inúmeros benefícios para o organismo. E um estudo recente, publicado no periódico Frontiers in Microbiology, parece ter descoberto um dos motivos: uma única unidade da fruta contém até 100 milhões de bactérias.

Sim, pode até parecer nojento e até nada saudável. Mas a questão é que todos esses bichinhos ajudam a regular o funcionamento do intestino.

Como funcionou a pesquisa

Foram encontrados cerca de 1755 espécies de bactérias. E das 100 milhões no total, o caule continha 9,5 milhões; a casca, 1,6 milhões; a polpa 19,7 milhões; as sementes 37,7 milhões e o pedúnculo 22 milhões. E as versões orgânicas eram fontes de ecossistemas bem mais diversificados do que as comuns.

A nutricionista Bruna Gardim, da Endoclínica, em São Paulo, explica que, assim como a maçã, nós também possuímos bactérias em todos os lugares do corpo, que chamamos de microbiota. “A microbiota intestinal é uma das mais importantes para a nossa saúde, pois nela é que são produzidos compostos como ácidos graxos, vitaminas B12 e K e ácido fólico”, ela diz.

Os ácidos graxos, por exemplo, são potentes anti-inflamatórios, ajudam a melhorar a imunidade e previnem doenças como o câncer. “Cada bactéria intestinal se alimenta de um nutriente diferente. As que mais nos fazem bem são as dependentes de fibras (aveia, biomassa de banana verde, cascas de frutas, vegetais, cereais integrais)”, explica a nutricionista. É por isso que a maçã é considerada uma importante aliada da nossa alimentação.

Bruna lembra também que 70% da serotonina do corpo é produzida em nosso intestino. Ou seja: se ele não está saudável, o cérebro também não estará. “A serotonina é o hormônio do bem-estar, do prazer e tranquilidade.”

E a história de que a casca é a melhor parte é verdade, viu? “Na casca da maçã, encontra-se a fibra insolúvel, responsável por melhorar o trânsito intestinal. Ela tem a função de varrer o órgão, jogando as fezes que estão ali paradas para fora”, finaliza Bruna.

Mas quais são os outros nutrientes presentes na maçã? 

O ácido málico e a pectina. Enquanto o primeiro é essencial para evitar a formação de pedras na vesícula, a segunda é uma fibra que, quando associada à água, forma um gel e deixa o cocô com uma textura mais macia e fofa. (Boa Forma)

 

DESTAQUE

CONTADOR DE ACESSOS

contador gratuito de visitas

Rádio Santa Cruz FM 87,9

PUBLICIDADE