Notícias

MPF abre investigação contra Silvio Santos por fazer pergunta sobre sexo a criança

O Ministério Público Federal (MPF) abriu investigação para apurar uma pergunta sobre sexo feita pelo apresentador Silvio Santos a uma criança de 5 anos. O caso, segundo o colunista Lauro Jardim, do O Globo, aconteceu em 2016 durante o quadro “Levanta-te”, no programa comandado pelo dono do SBT aos domingos.

No momento em que Silvio entregava um prêmio em dinheiro a criança, que estava acompanhada pela mãe, o apresentador questionou: “O que que você acha melhor, sexo, poder ou dinheiro?”. A pergunta deixou a jovem e a genitora visivelmente constrangidas, assim como os três jurados do quadro.

A situação voltou a ser assunto nas redes sociais, em outubro de 2019, em uma postagem do digital influencer Felipe Neto, no Twitter. Na ocasião, ele criticou a atitude de Sílvio e questionou a falta de posicionamento de figuras conservadoras em relação ao episódio.

“Um senhor de 88 anos pergunta para uma criancinha: ‘você prefere sexo, poder ou dinheiro?’ Na TV aberta! Adivinha quem não falou absolutamente nada? Crivella, Malafaia, deputados do PSL, família Bolsonaro, psicóloga que falou que sou má influência. Silêncio…”, escreveu Neto, que recebeu mais de 115 mil curtidas na postagem.

A Procuradoria Regional em São Paulo destacou, no documento de abertura de inquérito, feito na quarta-feira (23), que “a criança e o adolescente têm direito ao respeito e à dignidade como pessoas em processo de desenvolvimento e como sujeitos de direitos civis, direito ao respeito que compreende a inviolabilidade da integridade psíquica, abrangendo preservação da imagem”.

No mesmo documento, o órgão também chama atenção que “a livre manifestação do pensamento não é direito absoluto, sendo assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além de indenização por dano material, moral ou à imagem”.

Ao comentar sobre o assunto, por solicitação do MPF, o SBT declarou que “a genitora da menor ajuizou ação de indenização contra a radiodifusora em defesa dos interesses individuais e personalíssimos”, e negou que ocorreu algum “tipo de solapamento difuso dos direitos imanentes às crianças”.

Em seu programa aos domingos, o apresentador Silvio Santos se envolveu em outra polêmica com menores de idade, em outubro de 2019. O fato também foi levado ao meio jurídico e que gerou abertura de investigação em conjunto com a Promotoria de Justiça de Osasco e o Ministério Público de São Paulo.

Na ocasião, ao promover um concurso de miss infantil, ele convocou a plateia para uma votação e sugeriu que os presentes avaliassem quem das meninas tinha “as pernas mais bonitas, o colo mais bonito, o rosto mais bonito e o conjunto mais bonito”. O fato gerou críticas por provocar sexualização em crianças . (Bahia Notícias)

DESTAQUE

CONTADOR DE ACESSOS

contador gratuito de visitas

FACEBOOK

Rádio Santa Cruz FM 87,9

PUBLICIDADE