Notícias

Vereador Jairinho e mãe de Henry Borel são presos no Rio

(GAZETA) – O vereador carioca Dr. Jairinho (Solidariedade) e Monique Medeiros, mãe do menino Henry Borel, foram presos nesta quinta-feira (08) pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Contra eles consta a acusação de assassinato do garoto.

Segundo o G1, site de notícias da Globo.com, investigadores da 16ª DP (Barra da Tijuca) descobriram que Dr. Jairinho agredia o menino com chutes e golpes na cabeça e que Monique sabia disso pelo menos desde fevereiro.

O casal também é suspeito de atrapalhar as investigações e de ameaçar testemunhas para combinar versões.

Os mandados foram expedidos nesta quarta-feira (7) pelo 2º Tribunal do Júri da Capital. A prisão é temporária, por 30 dias.

O CASO

O menino Henry Borel, morto aos 4 anos na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, e o pai Leniel Borel. Crédito: Reprodução/Instagram

O vereador e a mãe de Henry, que moram juntos desde novembro do ano passado, levaram a criança já morta a um hospital na Barra da Tijuca na madrugada de 8 de março, com diversas lesões pelo corpo. Eles dizem que o encontraram caído, com os olhos revirados e as extremidades geladas.

Desde então, o caso é investigado. Nesta semana, a defesa de Dr. Jairinho e de Monique pediu à Justiça que anule todas as provas que futuramente derivem dos celulares e computadores apreendidos nos endereços do casal e de seus familiares, durante as investigações sobre a morte do menino.

DESTAQUE

CONTADOR DE ACESSOS

contador gratuito de visitas

FACEBOOK

Rádio Santa Cruz FM 87,9

PUBLICIDADE